Arquivo da tag: sentimentos

Gerenciar emoções e comportamentos é um grande diferencial profissional

cerebro

 

Tem horas que temos que deixar para trás todo o peso do passado e trilhar uma nova estrada.

O passado pode ser:

  1. uma desculpa
  2. uma âncora
  3. uma escola
  4. um aprendizado
  5. uma história linda

Incompetentes adoram a opção 1 e 2 .

Portanto pare de se torturar e olhe para a frente. O cérebro precisa de ESPERANÇA.

Quando a esperança acaba, você entra em um processo de autodestruição e sabotagem. É o que chamamos de “looping” descendente do cérebro ou entropia psíquica em que vivem as pessoas deprimidas.

Fracasso faz parte da vida e os “românticos” insistem em ignorar essa força educadora.

O importante é após um “tombo”, levantar rápido, analisar prós e contras , corrigir  e continuar a sua jornada, sem desistir dos seus sonhos e do que acredita bem no fundo do seu coração.

Para mudar, você precisa mudar a “programação” de seu cérebro. Olhar os acontecimentos com “novos olhos”, ou melhor, encarar sob uma nova perspectiva, isenta do ego poderoso que quer determinar o que é certo e errado.

Este ego é forte nos perfeccionistas que sofrem muito num mundo tão caótico e perdem muitas oportunidades , pois, esperam a hora certa para mudar e entrar em ação, mas como todo bom perfeccionista, esta hora nunca chega.

Quando as pessoas “emperram” em algumas ideias tendem a sofrer, a se isolar e a querer defender seu ponto de vista, mesmo estando errado. E com isso entram em depressão, que aliás será a doença mais comum em 2020. E esse estado inunda seu corpo de neurotransmissores potencialmente tóxicos que podem desencadear uma série de doenças.

O cérebro quer sempre ter razão e até cria realidades paralelas para sustentar a “mentira” que acredita ser verdade, porém, a sua verdade. É por isso que muitos corruptos parecem não sofrer de remorso, eles criam a verdade de que se todos roubam, então ele não faz nada de errado.

A depressão ocorre quando nos sentimos fracassados. O cérebro é programado para o sucesso e por isso , até o momento, nossa espécie vem sobrevivendo. Quando o que idealizamos está distante do que conquistamos, nos sentimos fracassados. É preciso assumir que a situação atual que nos encontramos é, exatamente, o que planejamos. Você pode até falar que não foi isso que planejou e que eu estou errada, mas admita que , mesmo que inconscientemente, você  relaxou no objetivo, não deu foco, não dedicou tempo necessário, não é mesmo?

Sei que pode parecer conversa de maluco, mas é bem assim que ocorre em seu cérebro, embora , muitas pessoas prefiram criar um universo paralelo para justificar seus “fracassos” em vez de assumir o comando de sua vida. É difícil assumir que a responsabilidade pelo nosso destino é toda nossa.

Mas você quer aprender a gerenciar suas emoções e comportamentos? Quer se livrar de uma vez por todas da tristeza profunda, da procrastinação, vitimização e dos altos e baixos em que se encontra?

ENTÃO PRATIQUE  1 ITEM, ABAIXO, POR MÊS E DEPOIS  DIGA COMO ESTÁ SE SENTINDO.

  1. GRATIDÃO -Agradeça o que você tem e pare de reclamar as coisas que não tem. Isto manda mensagem ao cérebro de qual caminho você quer seguir.
  2. VALORIZAÇÃO -Pare de invejar o que os outros possuem, valorize suas conquistas. Pense na sua jornada, de que ponto você partiu e onde cosenguiu chegar, tenho certeza de que foi árdua sua caminhada.
  3. DIVISÃO – Compartilhe seus conhecimentos, em vez de apenas “sugar” dos outros sem dar nada em troca. Ajude outras pessoas e descobrirá o quanto você irá aprender e essa energia será revertida em abertura de prosperidade para você. Não precisa acreditar , afinal é ciência quântica.
  4. MOVIMENTAÇÃO – Faça exercícios, caminhe pelo menos 15 minutos por dia e assim inundará seu cérebro de SEROTONINA E ENDORFINA , hormônios da alegria, prazer e felicidade que ampliam sua criatividaade e percepção de oportunidades.
  5. CONSCIENTIZAÇÃO – Pratique choque de realidade – fracassos e obstáculos nos ensinam, levante fatos em vez de ficar só idealizando.

 

A escolha é sua.

COMO QUER VIVER?

Marynês Pereira

Master NeuroCoach