Arquivo da tag: cérebro

Negócios e o Cérebro

Quando divulguei o Webinar POTENCIALIZANDO A SUA MENTE PARA OS NEGÓCIOS, algumas pessoas me questionaram:

– Mas que diabos a mente tem a ver com negócios?

Respondi: TUDO.

O estudo de COMO O CÉREBRO funciona ( que é uma divisão da Neurociência), promove o autoconhecimento e muitas pessoas, ao sair deste curso, dizem estar mais preparadas para entrar em AÇÃO e com muitas ferramentas práticas.

Desta forma, fica mais fácil, por exemplo, entender como as pessoas trabalham, se relacionam, se comunicam e, assim, poder realizar as mudanças necessárias e acelerar a execução das estratégias.

O que você achou? Quer saber como?? Continuarei nos próximos posts.
DEIXE A SUA PERGUNTA

negócios e o cérebro

O FUTURO DA NEUROCIÊNCIA

O FUTURO DA NEUROCIÊNCIA

SUPER CÉREBROComo Deepak Chopra e Rudolf Tanzi enxergam a mente nos próximos anos. Tente incorporar esses pensamentos a sua vida.

Entramos em uma era de ouro para a pesquisa em neurociência,  porém todos os novos achados não focam o indivíduo. Ainda assim, as descobertas apontam que é possível a todos melhorar seus cérebros. Sucintamente:

  • seu cérebro se renova constantemente
  • seu cérebro pode curar cicatrizes do passado
  • as experiencias mudam o cérebro constantemente
  • as experiencias que você fornece ao seu cérebro forma novos caminhos neuronais
  • quanto mais experiencias positivas, melhor seu cérebro irá funcionar.

Em seu novo livro, Super BrainDeepak Chopra e o co-autor, Prof Rudolf Tanzi da Harvard Medical School, expandem através da neurociência esses novos achados. A visão antiga de que o cérebro constantemente perde neurônios e diminui seu funcionamento foi abolida. O novo cérebro é um processo, não uma coisa, que evolui de acordo com o a direção que você aponta. Um monge budista, meditando sobre a compaixão, desenvolve um circuito cerebral que dá realidade a compaixão. Dependendo do impulso dado você pode criar um cérebro compassivo, um cérebro artístico, um cérebro sábio ou um cérebro de qualquer outro tipo.

Entretanto, o agente que torna possível essas possibilidades é a mente. O cérebro não cria o seu próprio destino. A genética apenas dá o estado de funcionamento para o cérebro, assim o sistema nervoso pode regular a sí mesmo e o restante do corpo. Ele não precisa da sua intervenção para o balanceamento hormonal, regular a frequência cardíaca ou para realizar alguma das funções autonômicas. A parte mais nova do cérebro, o neocortex, é onde as possibilidades residem. É lá que as decisões são feitas, onde discriminamos, adoramos, estimamos, controlamos e evoluímos.

Se você coloca as experiências do dia-a-dia como uma entrada para seu cérebro, e suas ações como saída, uma alça de feedback é criada. O velho cliché sobre programas de computador – lixo para dentro, lixo para fora – aplicam-se a essas alças de feedback. Suas ações dependem do que você coloca em seu cérebro. Experiencias tóxicas dão formato ao cérebro de maneira muito diferente das experiencias saudáveis. Isso parece senso comum, porém a neurociência juntou forças com a genética para revelar que até o nível do DNA, a alça de feedback que fala da mente e do corpo é alterada profundamente pelas “entradas” processadas pelo cérebro.

Os autores são bastante objetivos. Se experimentar é tudo, então a felicidade e bem estar são criados ao fornecer experiências positivas ao seu cérebro. Ao perceber isso, você está aqui para inspirar seu cérebro para ser o melhor que pode. Isso é muito mais que “o pensamento positivo”, que frequentemente é superficial e mascara a negatividade velada. As experiências que inspiram o cérebro incluem uma grande variedade de coisas. Todos querem viver sensações positivas (amor, esperança, otimismo, aprovação…) sem realmente pensar em como tê-las. Para todas as teorias que se proliferaram sobre a felicidade, pela perspectiva cerebral, tem em comum a maximização das mensagens positivas que o cortex recebe, e a minimização das perspectivas negativas.

Isso não implica em um mundo novo do controle do pensamento. A vida sempre apresentará desafios, retrocessos e crises. O ponto aqui é  criar um meio que permita a melhor adaptação aos dois lados, o da luz e o da escuridão das experiencias.

As recomendações dos autores, baseadas naquilo que é mais atual em neurociência:

  • tenha bons amigos
  • não se isole
  • sustente sua vida num relacionamento com um companheiro
  • engaje-se em projetos que valham a pena
  • aproxime-se de pessoas que possuem um bom estilo de vida – hábitos são contagiosos
  • siga um propósito em sua vida
  • deixe tempo para brincar e relaxar
  • aborde as questões que o fizeram ficar com raiva
  • mantenha uma boa atividade sexual
  • pratique  a administração do stress
  • lide com os rompantes negativos: Quando você tiver um reação negativa, pare, volte atras, respire, e observe como você esta se sentindo

Seu cérebro irá prosperar, mesmo que a vida se apresente com altos e baixos. Você é o líder do seu cérebro.

Adaptado de Deepak Choopra para o New York Times

publicado em http://www.academiamedica.com.br/o-futuro-da-neurociencia/