Como mudar a minha realidade para melhor?

 

 

Meus clientes de Executive Coaching perguntam como eles podem mudar a realidade em que se encontram? Por que embora pensem positivo, as coisas não acontecem como eles gostariam? O que a ciência sabe sobre isso?

 

Não é tão simples como alguns querem parecer que basta pensar positivo e as coisas acontecerão. Isso vem originando sentimentos de frustração e incompetência em alguns profissionais que quando me procuram, não conseguem entender porque a carreira deles não decola ou o que está acontecendo, pois, eles mantém o pensamento positivo e mentalizam a realidade que querem viver.

 

É preciso unir 4 pilares que mobilizam a energia necessária para se criar a realidade que tanto desejamos e a física quântica estudou 4 deles: INTENÇÃO + EMOÇÃO + FORTE PROPÓSITO + CONSCIÊNCIA.

 

Para que você consiga concretizar a realidade que você imagina, antes de qualquer coisa , você precisa entender que o sua realidade é ocorre graças ao processo que você criou em sua rede neural. Graças ao que você acredita, teve de experiência em sua vida, seu grau de conhecimento, etc. você reagirá ao ambiente baseado em seu ponto de vista. Portanto, sua vida é resultado de suas crenças que podem ser limitantes e um verdadeiro muro virtual para suas realizações.

Por exemplo: um profissional tem a oportunidade de mudar de país e ser promovido para um cargo de Diretor. Nesse momento ele pode ficar feliz ou inseguro. Esse sentimento de autoconfiança pode inundar o cérebro dele de dopamina e ele assumir o desafio, ou o sentimento pode ser de medo, insegurança e inundar o cérebro de cortisol e ele declina da promoção. A cada uma das reações, esse profissional terá um futuro.

 

INTENÇÃO – o que o move? Por que você faz o que faz? Você pode enganar a você mesmo, mas não engana seu cérebro. A cada ação consciente ou não, você terá uma reação. Se as coisas não estão acontecendo como você deseja pode ser que a INTENÇÃO não está ajustada à AÇÃO. Por exemplo: um profissional se esforça todos os dias, estuda muito, faz hora extra, sempre está disponível para a empresa, porém outro colega é promovido para a vaga. Injusto você deve estar pensando, o que deu errado?

Durante o processo de coaching consigo diagnosticar o que , exatamente, está dando errado e em muitos casos, é a intenção das ações que não estão claras. Esse profissional se desdobra, mas a intenção não é legítima, não é a vontade de ajudar ao próximo, ele quer aparecer, mostrar como é bom e as pessoas ao redor percebem esse esforço “artificial” e por isso, embora esteja se dedicando, não sentem segurança de que tendo poder saberá usar sem passar por cima das pessoas, pois, se ele passa por cima dos próprios sentimentos, pode fazer isso e exigir isso de qualquer pessoa. Dei apenas um exemplo, isso não quer dizer que seja o seu caso, mas, analise o que você faz e perceba se essa atitude tem uma boa intenção ou se é um alimento do ego.

É preciso projetar a nova vida e ter um foco claro para realizar o que deseja sem para isso usar as pessoas e sim, estar junto de pessoas que o ajudarão por reciprocidade, pois, a sua intenção é a melhor possível.

A pergunta a seguir é: como as pessoas percebem que a minha intenção não é verdadeira?

Somos dotados de neurônios-espelho que agem sem que você perceba. Muitos treinam a mente por meio das ferramentas de neurocoaching e adquirem grande perspicácia em detectar mentiras. É aquele momento que você está em uma reunião e percebe que tem algo errado, mas ignora e segue em frente, pois, não confia nos neurônios-espelho. Realmente , a maioria das pessoas está com esse mecanismo desligado ou avariado e suas análises podem estar erradas.

EMOÇÃO – cada sentimento que experimentamos, descarrega uma série de neurotransmissores em nosso corpo que podem intoxicar ou oferecer a energia necessária para entrarmos em ação e realizamos nosso destino de forma refletir a realidade que criamos para nós. Dois deles eu citei no exemplo da INTENÇÃO, o cortisol que intoxica e a dopamina que oferece energia.

Quando o profissional não tem consciência de suas emoções, pode ser impulsivo e destruir sua própria reputação, mesmo sendo um gênio na parte técnica. 80% das demissões ocorrem por causa de atitudes e comportamentos e não, por causa do currículo ruim.

Uma das técnicas que desenvolvo com meus clientes é RESSIGNIFICAR, ou melhor os 5 passos para que ele consiga ter consciência das emoções e reagir adequadamente acionando os neurotransmissores que promovem reações adequadas para tomar decisões corretas e assertivas.

 

FORTE PROPÓSITO – você já ouviu várias vezes que se não sabe para onde vai, qualquer caminho serve, correto? Por outro lado, você pode ter claramente em sua mente qual o caminho a seguir e mesmo assim a sua vida profissional não decola. É aqui que entra a pergunta: esse caminho o deixa feliz? Você está apaixonado pela ideia de conseguir isso? Ou esse caminho é imposto pela sua família? Cônjuge? Sociedade? O caminho que você prefere e não, o planejado, não te deixará tão rico?

Quando temos um forte propósito, levantamos todos os dias com energia, vamos felizes para o trabalho, temos autoconfiança, sabemos que fazemos a diferença, exalamos alegria por todos os poros, as pessoas sentem a nossa energia e querem estar ao nosso lado. Somos íntegros e não mudamos de caminho ou opinião porque nos ofereceram um caminho mais fácil. Fica claro qual a nossa missão de vida sem mesmo precisarmos falar qual é. Pessoas assim, são fortes, perseverantes e não desistem de seus sonhos até realizá-los. Nada, nem ninguém os tirará dessa estrada e quando eles conseguem, a torcida do contra alega que foi sorte. Só um forte propósito é capaz de levar você a conquistar o que deseja. Com avaliações científicas é possível alinhar o propósito de vida e a busca profissional.

 

 

CONSCIÊNCIA – este é o pilar que só ocorrerá se todos os demais estiverem alinhados em sua mente. Qual a verdadeira intenção de suas ações? Que emoções você sente; a maioria são boas ou seu cérebro vive intoxicado pela raiva? Qual o propósito de suas ações? O que as pessoas falam de você, da sua contribuição?

Você precisa estar consciente e ter o discernimento de suas atitudes e comportamentos, estar consciente, pois, isso influenciará a maneira como você reagirá ao que está acontecendo e determinará as suas escolhas e o seu destino.

Com a velocidade com que as coisas acontecem, perdemos o foco constantemente, a cada minuto aproximadamente 10 segundos estamos distraídos, não estamos presentes no que está acontecendo e isso nos desloca de nossos objetivos, é como se nos desviássemos do caminho usando atalhos ruins. A consciência o fará estar presente, sentindo e vivendo cada momento com todos o potencial de sua mente e isso é treinamento que o fará tomar as melhores decisões.

Portanto, se você não está alinhado com esses quatro pilares, você não conseguirá criar a realidade que merece e ficar frustrado e triste, não o levará a nenhum lugar.

 

Elaborei este artigo com base na física quântica e neurociência e minha experiência de mais de 20 anos em NeuroCoaching para você ter a visão geral e realística do que é ou não possível em termos de VOCÊ CRIAR A SUA REALIDADE.

Confira este trecho do vídeo do filme QUEM SOMOS NÓS

VÍDEO

Deixe seu comentário.

Marynês Freixo Pereira

Master NeuroCoach

Liderança, Vendas , Carreira, Negócios, Produtividade

Partner SBCOACHING

 

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.