Arquivos da categoria: Artigos

A INVEJA NO AMBIENTE DE TRABALHO.

a-inveja-no-trabalho

 

A INVEJA NO AMBIENTE DE TRABALHO E COMO NOS DEFENDERMOS DELA.

 Hoje decidi falar sobre um dos pecados capitais: a inveja e como podemos nos livrar dela.

O que eu faço com os invejosos que no meu trabalho querem me prejudicar?

Essas perguntas escuto nas sessões de Neurocoaching de clientes que querem entender como funciona a mente do invejoso. O mais curioso é que quem faz essa pergunta, é um profissional competente e faz seu trabalho corretamente, embora sofra pressão de pessoas inescrupulosas.

Por conta disso, muitos desses profissionais competentes que são perseguidos em seu ambiente de trabalho , acham que eles é que estão errados por se destacar dos demais, reforçando assim o que a ditadura da minoria- uma sociedade de invejosos-  deseja: nivelar por baixo todas as pessoas.

O que seria uma virtude acaba se transformando num defeito, constituindo uma verdadeira inversão de valores atacando, frontalmente, as competências que são necessárias dentro das empresas. A minoria de invejosos forçando aqueles que se destacam a não demonstrar todas as suas habilidades. É o típico discurso: “vai devagar, não precisa ter tanta pressa, leva dois dias para entregar, senão vamos ter mais trabalho para fazer. “

Essa minoria de “VÍTIMAS DO DESTINO”, normalmente culpam os outros pelos seus fracassos e o COITADISMO parece ser a prática rotineira dos que se acham menos favorecidos pela vida e sentem que os competentes, os bem-sucedidos, os felizes, os ricos é que estão usurpando toda a sua prosperidade.

Você já deve ter visto vários programas de TV que transformam a vida de pessoas, tirando-as da pobreza, melhorando o visual, etc; abertura de palestras onde o profissional começa contando todas as desgraças que ocorreram em sua vida e finaliza com uma lição moral do tipo “VOCÊ TAMBÉM PODE SER BEM SUCEDIDO ”compre a minha fórmula para o sucesso.”

Essas práticas que chamarei de “JORNADA DO HERÓI” geram audiência e comovem as pessoas gerando empatia , mas é uma técnica que mobiliza o cérebro humano facilitando a negociação, a venda, fechamento de contratos porque toda essa comoção  desvia a atenção da realidade e com o coração abalado é mais fácil fazer pessoas comprarem , mesmo sem precisar; fazer doações sem checar a idoneidade da empresa; fechar contratos cegamente sem ler as cláusulas. Qualquer semelhança com algum evento que você tenha participado não é mera coincidência. Nessas situações artificialmente criadas, com objetivo de você “baixar a guarda” e não criar obstáculos para a negociação em curso.

Confesso que essas técnicas são muito explícitas para mim e se tornaram cansativas de tanto que são usadas pelos “Marqueteiros de plantão”, comigo não surtem mais nenhum efeito.

Gosto mais das abordagens que falam de prosperidade, oportunidades, claro que sem arrogância e mostrando que sucesso foi feito para qualquer um e não precisa ser precedido de uma desgraça em sua vida; as pessoas que terão sucesso não são só aquelas que passaram pela JORNADA DO HERÓI que é difícil e cheia de obstáculos. O pote de ouro não está apenas no final do arco-íris e sim em todos os lugares para todas as mentes que são treinadas e focadas em soluções e que não perdem tempo falando de suas desgraças ou de um passado difícil e perturbador.

E num país supersticioso que fala de “olho-gordo” e que se você demonstrar os seus sucessos , a sua felicidade , isso não gerará inveja?

SIM, PODE GERAR.

O exibicionismo, ou você se vangloriar de situações felizes da sua vida gera hostilidade em pessoas que se sentem inferiorizadas e que recebem essa sua comunicação seja verbal ou através das redes sociais- postagens- como uma agressão. Infelizmente, com as redes sociais esse comportamento psicótico se exacerba e é uma ponte para a inveja.

Isso não quer dizer que você tenha que se fazer de  COITADINHO  e quero deixar claro que respeito histórias de vida difíceis , assim como respeito e admiro histórias de todos que prosperaram de forma lícita e ética e que fazem a diferença em nossas vidas, sem, necessariamente  terem vivido  embaixo de pontes, tido uma doença grave, ou ficado preso dias e dias em uma caverna.

O que você precisa saber é que inveja é um traço evolucionário, faz parte do cérebro e é importante porque nos faz querer mais, querer conquistar, buscar oportunidades, nos desafia a querer as mesmas condições que as pessoas que fazem parte do nosso grupo de amigos, familiares, colegas de trabalho, etc. Você se espelhar na pessoa de sucesso para ser igual a ela. Isso é um comportamento, absolutamente normal.

O problema é a distorção doentia da inveja na nossa sociedade e agravado pelo comportamento de políticos, pelas mensagens propagadas nas novelas com seus vilões que para se dar bem articulam suas maldades, um verdadeiro vale-tudo, como se tais atitudes fossem normais.

Invejosos não poupam esforços para usar manipulação destrutiva, promover sabotagens para que o outro perca. A ideia do invejoso é destruir quem é melhor do que ele, nivelar por baixo, assim ele mesmo não precisa lutar ou se esforçar. Pensa que se tirar da frente dele aquela pessoa que tem mais sucesso, voltará a se sentir uma pessoa normal, apesar de ser um “zero à esquerda” , pois, o objeto de comparação foi removido. Aristóteles em 4   A.C. já falava da inveja no ambiente de trabalho.

E antes que você argumente que não está preocupado com isso e que prefere trabalhar e fazer a sua parte, darei razões apoiadas na física quântica para que você se defenda dos invejosos:

  1. Essa energia é ruim, densa e de frequência baixa em hertz, suga sua vitalidade.
  2. Para blindar sua mente você só precisa ficar longe de gente assim.
  3. Ser competente e praticar a comunicação assertiva e ao perceber que as coisas não caminham na direção que você quer, fale comas pessoas envolvidas e deixe claro as suas opiniões. Não aposte que as coisas irão se acertar naturalmente se você não fizer nada
  4. Seja coerente entre o que você fala e pratica.
  5. Porque você merece ser feliz e defender os seus direitos sem deixa que uma pessoa manipule a sua carreira, o seu cargo e te dê uma rasteira porque essas atitudes são claras e você pode fazer que não está percebendo, mas os sinais estão todos aí.

O que você pode fazer para ficar distante dos invejosos?

  1. Evite contar seus planos e projetos. Se tiver que mostrar alguma coisa que seja depois que está realizado, concretizado.
  2. Não faça nem participe de fofocas que incluem comentários sobre a vida dos outros.
  3. Perceba comentários tendenciosos, são indícios de pessoa invejosa. Todo comentário quando é uma crítica construtiva é sempre respaldado de fatos reais, seguido de dados, números e que comprovam o que a pessoa está falando.
  4. “Puxadas de tapete” são precedidas de vários sinais. Invejosos anunciam em “pílulas”, as suas maldades. Fique alerta e não ignore os avisos, mas nada de ficar neurótico.
  5. Cuidado com a arrogância da certeza, isto é, achar que você é imbatível porque é competente o que seria normal e ótimo, mas , infelizmente, já vi muita gente competente perder emprego porque achou que não precisava se defender das maldades. Isso é questão de estratégia e ficar cego para os fatos me parece burrice

Saiba que sem a inveja não haveria PROGRESSO e com ela não há PAZ.

Bem-vindo ao PLANETA TERRA.

CHOQUE DE REALIDADE

Marynês Freixo Pereira

Master NeuroCoach

Liderança, Vendas e Carreira

 

 

NEUROCIÊNCIA E EDUCAÇÃO.

a-importa%cc%82ncia-da-educac%cc%a7a%cc%83o-youtube

NEUROCIÊNCIA E EDUCAÇÃO.

Hoje o tema é instigador, mas não somente para aqueles que atuam em escolas , mas para todos do mundo corporativo que dependem desses jovens que chegam aoa mercado de trabalho

“Educação é a solução” é um clichê que não é levado a sério em nosso país mas deveria porque teríamos muitos resultados positivos como a diminuição da violência e das desigualdades, se fosse melhor utilizada em nossas escolas.

Várias são as pesquisas que comprovam essa importância de associar neurociência e educação e muitos são os educadores, cientistas, pesquisadores  envolvidos nesse tema.

Apresentarei a importância da neurociência correlacionando com as minhas áreas de atuação e estudos, tanto na educação, como na prática de atividades físicas.

Para quem não me conhece, comecei aos 6 anos como atleta , depois bailarina e profissional de Ed Física graduada pela Escola da Polícia Militar da USP. Graças à essa formação em minha vida, desenvolvi a DISCIPLINA, ORGANIZAÇÃO E PERSEVERANÇA.

A vida de atleta é repleta de regras e limites e não respeitá-los significa  assumir as consequências como, por exemplo, perder o podium. Esse tipo de educação nos torna focados em resultados e responsáveis pelas nossas escolhas; está em nossas mãos conquistar o objetivo proposto. Além disso, a extrema irrigação do cérebro pelo oxigênio proporcionada pela atividade física, nos torna mais intuitivos, perceptivos e criativos.

O cérebro é estimulado através da atividade física a descarregar os neurotransmissores SEROTONINA E ENDORFINA responsáveis pelo prazer e felicidade e a DOPAMINA , responsável pela energia contagiante que nos dá forças para vencer desafios e buscar as novidades, sair da rotina, da zona de conforto, enfim, inovar .

Um cérebro educado dessa maneira só pode se dar bem na vida e no mercado de trabalho, concorda? afinal, essas entre outras competências são muito solicitadas: perseverança, proatividade, liderança, foco em resultados, determinação, disciplina, organização e muitas empresas já percebem que quem pratica atividade física tem maior produtividade e ficam menos doentes e ausentes das atividades da empresa, entre outros benefícios para o profissional.

E por isso que a atividade física tira das ruas futuros delinquentes, seja através do esporte ou qualquer outra atividade que gere um enorme benefício para a formação do cérebro das crianças, em especial, as entre 2 a 7 anos.

A neurociência já sabe que crianças que sofrem traumas, são abandonas ou tem pouco estímulo nessa faixa etária terão maior propensão na idade adulta , a ser mais violentos, menos sociáveis, a não parar no emprego, a ter relacionamentos complicados.

Por quê?

Nessa faixa de idade o córtex pré-frontal está em forte desenvolvimento e precisa de estímulos. Quando a criança é negligenciada ou maltratada, a comunicação entre o córtex pré-frontal e as outras regiões do cérebro é afetada e problemas de desenvolvimento e comportamento são registrados, de acordo com Jack Shonkoff, professor de medicina e diretor do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade Harvard. VEJA REPORTAGEM COMPLETA AQUI

Você deve se perguntar: isso é irreversível? Quer dizer que então teremos adultos completamente desconectados da sociedade, marginais??

O conhecimento do cérebro é ainda muito novo, mas existe uma esperança e não podemos desistir. Existe uma capacidade do cérebro chamada neuroplasticidade que é uma espécie de regeneração. Embora não seja a mesma coisa que oferecer estímulos na idade que o cérebro está se formando, podemos através de educação e  atividade física, levar adultos que foram negligenciados a ter comportamentos menos perniciosos e que através de estímulos adequados poderão ser integrados na sociedade levando uma vida normal e com menos obstáculos, mas claro, que quanto antes isso for aplicado, melhor.

Veja o caso exemplar da cidade de Manaus e antes que os defensores da liberdade , criatividade venham a emitir suas opiniões, quero deixar claro que nessa faixa de idade e até , aproximadamente 21 anos, o cérebro está em formação e é fundamental que esses jovens entendam que existem limites, regras e que se não cumprirem com “os combinados”, sofrerão as consequências.

VEJA O VÍDEO AQUI

O cérebro de um adolescente é repleto de descargas elétricas e uma das partes do cérebro que poderia conter esses impulsos , ainda não está formada e por isso, o jovem vive intensamente cada momento e se atira sem medo e, muitas vezes se dá mal e esse comportamento exagerado vai diminuindo à medida que ele é estimulado pela escola, pelos pais que colocam limites às suas extravagâncias e por volta de 21 anos, para outros, 25 anos, o cérebro já está completamente formado.

Não é por acaso que o maior número de acidentes ocorre entre jovens que não medem as consequências sobre seus atos. O cérebro ignora que o resultado pode ser ruim. A falta de limites impostos pelos pais que acham lindo dar total liberdade aos filhos é o grande responsável pela sociedade doente, desenfreada , consumista , cheia de mimados que enfrentamos no mercado de trabalho- um cérebro desgovernado.

O córtex-prefrontal não foi estimulado o suficiente para seu desenvolvimento completo, aprendendo a priorizar tarefas, evitar distrações e controlar impulsos e por isso, os mimados não toleram frustrações e seus papais se desdobram em agrados comprados nos shoppings.

Isso é educação?

NÃO. Isso é um grande obstáculo ao desenvolvimento do cérebro de seus filhos. Embora você possa achar exagerada a reportagem das Escolas de Manaus , os resultados obtidos são espetaculares e isso é comprovado pelos próprios resultados.

Vale salientar que o contexto dessa reportagem exigia medidas extremas, porém , disciplina, ocupar a mente com coisas úteis, ser estimulado, obedecer regras nessa faixa etária é importantíssimo para o desenvolvimento de um cérebro saudável.

Falo isso, antes que os defensores da criatividade digam que isso atrapalhará o espírito crítico e peço que essas pessoas leiam mais sobre neurociência. O cérebro precisa de regras para poder usar mais tarde com criatividade. Se o cérebro não for bem formado, nada restará além de um zumbi excluído da sociedade e que se revoltará contra essa mesma sociedade com os índices alarmantes de violência que todos conhecem.

Veja aqui outro caso de sucesso, numa escola da Prefeitura de Juiz de Fora, usando a neurociência na educação com outra abordagem.

É preciso entender que a gravidade e o contexto de cada caso , exige uma resposta diferente e a ciência comprova os resultados, mesmo assim.

VEJA O VÍDEO AQUI

Creio que com esses dois exemplos, além de perceber que podemos usar o cérebro de forma mais assertiva e eficaz, podemos ter maneiras diferentes de encarar os problemas dado a gravidade de cada situação, respeitando o contexto em que está inserido.

Espero ter conseguido levar a você a nova fronteira a ser desvendada para que nossa sociedade seja mais justa, produtiva e acima de tudo, educada para um mundo de oportunidades que a ERA DO CÉREBRO vem desvendando.

Marynês Freixo Pereira

Master Wellness & NeuroCoach

Liderança, Vendas e Carreira

DR ESTRANHO ( ÁUDIO) – FICÇÃO OU REALIDADE? O que a neurociência e a física quântica têm a ver com isso?

captura-de-tela-2016-11-21-as-16-17-48

 

Embora não passe de um filme de aventura e ficção, as mensagens são visíveis a quem estuda o tema neurociência e física quântica e quero dividir com você, as minhas reflexões.

Muitos fazem as seguintes perguntas:

– Por que as coisas se repetem em minha vida?

– Tem que ser tão difícil?

– Por que acontece comigo?

Através da análise de algumas cenas do filme correlacionando com neurociência e física quântica que fazem parte do meu trabalho como NeuroCoach, espero levá-lo a refletir sobre a vida e transformar a sua realidade, se for este o seu desejo.

Alguns cientistas já estudam a Teoria das Cordas, Universos paralelos e o Multiverso (veja em Google para maiores informações) , levando cada um de nós a refletir sobre possibilidades de outros universos existirem.

Que diferença isso faz para nosso dia a dia?

– A possibilidade de você estar enganado sobre as suas certezas.

Para continuar a ler ABRA E MUDE A SUA MENTE.

Num diálogo do filme a Anciã que é a Mestre do Dr Estranho, alerta:

-Se quiser aprender terá que esquecer tudo o que você acha que sabe.

E continua:

“Você observa o mundo pelo buraco da fechadura e apesar de todos os seus esforços para alargá-la, esta é apenas uma realidade de muitas”.

Imaginar que a realidade da maneira que você conhece é fruto da sua mente e da forma como você entende o mundo, os problemas, os relacionamentos e que se dominasse sua mente poderia ter uma realidade diferente, creio que seria um bom motivo para entender melhor essas teorias, ou não?

Calma, ainda não temos a possibilidade de interferir no universo como os personagens do filme o fazem, navegando de uma dimensão para a outra, mas , com certeza já podemos calibrar nossa mente para tomarmos a decisão certa, expandindo as oportunidades e percebendo quando está ao lado das pessoas erradas.

A neurociência já estuda através de pesquisas , o poder da comunicação entre duas mentes afirmando que o pensamento é um tipo de energia que se conecta com outras mentes e isso pode, de certa forma, “atrair “ou pelo menos ampliar o seu “buraco da fechadura” ou melhor, a forma como você vê os problemas e buscar as oportunidades.

Embora muitos prefiram ficar reclamando da vida, pretendo falar aqui com aqueles que querem buscar a solução e eliminar a possibilidade de ter pena de si próprios.

As oportunidades estão bem debaixo do seu nariz. Então, por que  a vitimização é tão recorrente? Por que preferem afundar no pântano criado pela própria mente, entrar em depressão ou destruir o corpo com álcool, drogas e excesso de comida?

Alguns devem estar pensando:

– Marynês você não sabe como a minha vida é difícil, estou desempregado, cheio de dívidas e não consigo sair disso.

– Tenho medo de me envolver com outras pessoas, já sofri muito.

– Sempre ganho e perco tudo, não adianta tentar, não saio do lugar

Essas, entre outras reclamações, escuto, constantemente, nas sessões de NeuroCoaching.

Nas sessões busco levar a mente de cada um a buscar a dimensão das possibilidades e isso não tem nada de mágico, nem de misticismo e sim, ciência. Aprender a calibrar e blindar a mente entrando em ação de forma coordenada com a abundância e a prosperidade.

Após algumas sessões, clientes percebem que estão aprisionados nas próprias desculpas, situações e relacionamentos que os arrastam para o abismo e que estes momentos se repetem ao longo de suas vidas.

No filme DR ESTANHO ( o BEM) tem uma cena em que ele negocia a libertação do Planeta Terra das garras de DORMAMMU ( o MAL). Como o MAL não cede aos seus pedidos, Dr Estranho que tem o poder de repetir o tempo ad eternum, faz as cenas entre ambos, voltarem ao início várias vezes , andando para trás e para a frente, para desespero do MAL que implora que ele pare de repetir a cena que começa com o pedido do Dr Estranho para o Mal libertar a Terra, depois, este recusa e mata o Dr Estranho que renasce e a cena recomeça com o pedido do Dr Estranho. O BEM E O MAL, ficam prisioneiros do tempo até que o MAL, enlouquecido com a repetição, decide abandonar a Terra.

Fiz uma correlação com a vida de algumas pessoas:

  • Elas casam e descasam e casam de novo com o mesmo tipo de pessoa que a anterior e os problemas que as levaram à separação , ressurgem no segundo relacionamento levando a mais uma ruptura.
  • Ficam desempregadas, arrumam emprego, ficam felizes, depois de 1 ano voltam a ficar sem emprego.
  • Ganham muito dinheiro, vivem bem, gastam e voltam a ficar sem dinheiro. Perdem tudo e tem que recomeçar.

Existe sem dúvida, um contexto de dificuldade em nosso país que , talvez não exista em outros, mas mesmo assim, por que as pessoas não conseguem agir de forma diferente? Porque fazem sempre as mesmas escolhas?

Resposta:

Porque estão prisioneiras da luta entre o BEM ( a consciência e o que sabe de sua vida) E O MAL ( aquilo que desconhece sobre si próprio). é a eterna luta entre agir e deixar como está; querer arriscar e ter medo do desconhecido; querer ser livre mas ter medo da solidão.

Perceber que está aprisionado em sua própria mente é um choque para alguns e descobrir que são os únicos responsáveis pelo que lhes acontece os deixa confusos:

– Como eu poderia fazer isso, comigo mesmo? Eu não quero vier assim.

-Isso é loucura. Não sou o responsável pelos meus fracassos.

…é o que sempre me dizem , após a constatação de nossas responsabilidades sobre o nosso destino.

O mecanismo autossabotador atua, exatamente, como essa cena do filme em que o tempo se repete com os mesmos acontecimentos.

É preciso ampliar o conhecimento e abandonar o EGO que é uma das propostas da Mestre ao Dr Estranho que estava com grande dificuldade de aprender as novas técnicas. Ver sob outras perspectivas e acreditar nas novas possibilidades , pois, se a mente duvidar ficará presa ao mundo pequeno e avistado pelo buraco da fechadura como explanei no início deste artigo.

Em um dos momentos de aprendizagem Dr Estranho é levado a conhecer a dimensão espelhada que é onde ele pode treinar a mente sem correr riscos. Chamo esse momento de ENSAIO MENTAL, onde, estrategicamente treinamos as possibilidades para quando estivermos diante da realidade, sabermos, exatamente, como agir para sair de situações complicadas.

Para o cérebro qualquer pensamento é real, ele não distingue se é realidade ou sonho. Basta visualizar a imagem em sua mente para acionar todos os neurotransmissores e hormônios que invadem nosso corpo e por isso, seu coração acelera após acordar de um pesadelo ou suas mãos transpiram, antes de uma reunião que você acha que dará errado.

Desculpe, caso eu não esteja conseguindo demonstrar a importância de conhecer melhor a sua mente e como isso influencia em toda a sua vida, desde relacionamentos, carreira, etc.

Hoje, infelizmente, muitos agem como o Dr Estranho antes de ingressar no Templo: um médico neurocirurgião renomado , famoso, arrogante , preso ao ego das vaidades e que somente recorre a uma ajuda após sofrer um acidente de carro que o faz perder a mobilidade das mãos, o instrumento mais valioso da sua carreira.

Desesperado, busca uma solução fora do comum, já que na medicina não deram nenhuma esperança e, assim recorre ao Templo após conhecer um ex-paciente paraplégico que voltou a andar com os ensinamentos que obteve nesse Templo.

Infelizmente, muitos precisam chegar ao extremo de sofrimento, perda, etc. para entrar em ação e dar um basta na prisão do tempo e da “realidade ruim”.

O AUTOCONHECIMENTO é mergulhar nos mistérios da mente e de todas as energias que nos cercam e atura de forma científica mudando a maneira como você reage aos fatos e como se livrar de comportamentos perniciosos que sabotam o seu sucesso.

Tudo é criado em nossa MENTE que é um labirinto desconhecido. Apenas os que tiverem coragem potencializarão o sucesso que viabilizará uma vida plena, próspera e onde problemas existem, mas as soluções aparecem com mais velocidade do que as lamentações e a vitimização.

Mudar o MINDSET essa é a minha proposta, mas sei que é para poucos; apenas para aqueles que querem ir além do óbvio para obter respostas às perguntas sobre os fracassos atuais.

É entrar na TURBULÊNCIA DA MENTE.

Bem vindo ao MINDSET DOS CAMPEÕES.

 

 

 

As pessoas precisam de esperança

As pessoas precisam de esperança

Por que é tão importante acreditar?

Por que muitas pessoas entram em depressão?

O que um mundo caótico causa em nossas mentes?

Como tomar a decisão certa em situações difíceis?

 

Estas e outras perguntas , recebo , diariamente, em meu escritório onde atendo clientes que querem transformar suas vidas e carreiras e não sabem por onde começar.

Você não está sozinho se está se tem essas dúvidas. De fato, é  muito difícil tomar a decisão de transformar a própria vida para 99% das pessoas quando estamos envolvidos, cheios de emoções e sentimentos que nos confundem. Por exemplo: é difícil terminar um relacionamento que não nos satisfaz; mas como falar para a outra pessoa que tudo acabou sem magoá-la? Será a melhor decisão?

Da mesma forma no trabalho: é a melhor hora para mudar de emprego, pedir promoção? O que será da minha família se eu ficar desempregado por muito tempo?

Nosso cérebro toma melhor as decisões quando “vê de fora” a situação entendendo todo o contexto e analisando os fatos, isento da confusão das emoções. Mas como ser “frio” num momento tão difícil?  Essa é a questão: – é quase impossível conseguir isso sozinho porque ao envolver os sentimentos o cérebro entra em “looping” e fica desnorteado e é nessa hora, que alguém confiável poderá alinhar a sua mente e o ajudar a tomar a melhor decisão porque estará vendo a situação de fora e eliminando a influência tendenciosa emocional.

As pessoas de sucesso sabem que precisam de uma ajuda externa, seja de um grande amigo- aquele que fala a verdade-  ou de um especialista na área que você quer mudar: consultor financeiro se você está com problemas no banco; personal trainer se quer ter resultados de alta performance; nutricionista se quer melhorar sua dieta; médico se tem problemas de saúde; coach se quer alavancar sua vida e carreira, etc.

As pessoas fracassadas arrumam desculpas e mais desculpas para justificar, todos os dias, porque elas não conseguem mudar e alcançar os resultados esperados. Deveriam ser mais humildes e procurar ajuda, ainda mais agora, sabendo como o cérebro funciona e que pedir ajuda não é sinal de fraqueza.

As desculpas mais comuns são: falta de tempo, dinheiro e confiança.

Alegam não ter tempo para começar um processo de mudança, porém desperdiçam tempo num esforço absurdo e que não os leva a nada. Trabalham horas demais para fazer coisas que seriam possíveis em apenas  2 horas, se usassem a mente estratégica, por exemplo. A cada dia afundam mais nos problemas e ficam sem esperança de sair dessa rotina. Deveriam pensar em novas estratégias se querem que o resultado seja diferente.

O cérebro preocupado e assustado está inundado de cortisol e isso dificulta enxergar a realidade. Pode parecer para quem vê de fora que a pessoa está fazendo tudo errado e que no lugar dela faríamos diferente mas  o cortisol a deixa irritada e sem visão do que, de fato, está acontecendo .

Falta de dinheiro , também é uma das desculpas. Reclamam que não podem contratar um especialista para ajudá-los, mas gastam muito em supérfluos tentando obter prazer para amenizar o sofrimento. Estão descontrolados gastando dinheiro na esperança de que isso amenize a sua dor. Quando extrapolam, alegam que merecem “se dar a esse luxo”, pois, trabalham muito . Mas qual é a prioridade? Curar o problema ou apenas anestesiar a dor?

 Não confiar em outras pessoas é uma justificativa comum, preferem fazer tudo sozinhos. Concordo que devemos investigar os profissionais que vamos contratar, ainda mais numa época em que as pessoas perderam a vergonha de mentir para se dar bem, mas essa desculpa é fácil de ser removida, bastando investigar bastante todos antecedentes e histórico do profissional que você pretende contratar para lhe ajudar a a sair desse problema.

Tudo é uma questão de dar o primeiro passo. No caos não é possível tomar decisão.

Então pense na sua situação atual e inunde seu cérebro de esperança elaborando um simples e fácil PLANO DE AÇÃO:

 

  1. Qual seria a situação ideal se seu problema fosse resolvido?
  2. E como você pode viabilizar isso, de acordo com sua situação atual?
  3. Se você está com problemas familiares, financeiros, de relacionamento, profissional, escolha apenas um deles .
  4. Agora que escolheu, qual o primeiro e simples passo que dará, ou melhor, qual o movimento que fará para resolver isso? Contratar um coach, um consultor, um personal, ler um livro, fazer um curso?
  5. Como você viabilizará isso? Falará com amigos, pedirá empréstimo? Escreva de forma simples e fácil de realizar, nada de planos mirabolantes e que você engavetará depois de uma semana.

 

O importante é você resgatar a ESPERANÇA . Nosso cérebro precisa dessa visão de futuro focada em solução. A falta de objetivo e esperança são as grandes causas, entre outras, das doenças, mortes , depressão, suicídio. O cérebro “desliga” se você não comandar o caminho, “o norte”. Esse é o alimento que mantém o cérebro vivo.

Escolha o caminho que o levará ao sucesso com maior velocidade, otimizando resultados. Entre em AÇÃO , só depende de você. Comece JÁ. Deixe para trás as desculpas e tudo o que você já “empurrou com a barriga”.

O cérebro não tolera admitir que está FRACASSADO , a mensagem é horrível e traumática. É como se fosse um concreto obstruindo o seu caminho para oportunidades de alcançar a prosperidade e sucesso.

Inunde seu cérebro de esperança e depois, conte quais foram os seus resultados.

DÊ O PRIMEIRO PASSO AGORA.

 

 

 

 

 

 

COMO BLINDAR SUA MENTE CONTRA GENTE NEGATIVA?

blindar-a-mente

COMO BLINDAR SUA MENTE CONTRA GENTE NEGATIVA?

Já passou pela sua cabeça que você pode estar “dormindo” com o inimigo? Porque mesmo que você se empenhe parece que as coisas insistem em dar errado em sua vida.

 

Nas sessões de coaching alguns clientes descobrem que seus problemas repetitivos podem ser gerados pela influência de pessoas muito próximas e até íntimas que tem a capacidade de “minar” sua mente apontando , diariamente, seus erros, desestimulando suas tentativas e com excesso de críticas e poucos estímulos. Ao lado dessas pessoas você se sente invalidado, incompetente, impotente e passa a acreditar nisso e sua vida entra numa espiral descendente de erros, fracassos, vai de mal a pior e você parece não conseguir sair desse “pântano”.

 

Como alguém tão próximo e que aparentemente o ama, pode agir assim prejudicando você?

 

Com a melhor das intenções essas pessoas tão queridos por nós acabam destruindo nossos sonhos, pois, agem com excesso de precaução e avisos alarmistas na tentativa de nos proteger porque aprendeu a agir de forma negativa, emocional e com medo. Esse comportamento demonstra o quanto muitos se sentem indefesos, impotentes e incompetentes.

 

Algumas pessoas tem gravado em sua mente cultural que alguém surgirá para o ajudar; algum salvador da pátria corrigirá nossas vidas; que ser coitado e fracassado  é o normal e que quem é bem sucedido e rico não pode ser honesto. Esses equívocos aprendidos fazem parte do inconsciente coletivo brasileiro que aprendeu a agir assim, de maneira dependente e terceirizando o seu destino.

 

Quem nunca ouviu alguém falar:

– Você foi promovido porque seu chefe tem algum outro interesse.

– Aquela pessoa te ajuda porque ela quer “algo mais” com você.

– Não adianta tentar, na nossa família sempre foi difícil conseguir as coisas, seremos sempre pobres.

– Já tentamos isso e deu errado antes.

– Você sempre faz tudo errado

– Você não dá certo em nada

 

Quem escuta esse tipo de comentário, acaba acreditando e interrompendo qualquer tentativa de êxito na própria vida. Prefere ficar num canto quietinho do que tentar e arcar com a possibilidade de fracassar.

Mas como blindar minha mente dessa contaminação? Como interromper os ciclos de fracasso?

Assuma que embora essa pessoa queira o seu bem, na melhor das intenções ela pode estar errada a seu respeito

Agradeça os conselhos dessa pessoa e diga que você fica feliz com a preocupação dela, mas faça aquilo que você acredita e que já planejou fazer, claro, baseado em fatos concretos e que te levem ao sucesso.

Faça uma retrospectiva da sua vida e verifique os momentos de perseverança, sucesso e os momentos em que fracassou. Como foi seu comportamento nesses momentos? Com certeza era de confiança nos momentos de sucesso e de medo nos momentos em que você fracassou.

Não se deixe contaminar pelo MEDO que é dessa pessoa e não, seu.

Após ouvir um comentário negativo, repita para você mesmo e busque fatos em sua vida: EU NÃO SOU ASSIM, O FATO É QUE CONSEGUI REALIZAR…..( aqui você lisa suas realizações, é sempre bom relembrar o passado)

Não dê papo para quem quer te desmotivar e acabar com sua autoestima. Pergunte a essa pessoa: – Porque você age dessa maneira comigo? O que foi que eu fiz para merecer isso? Por que você é tão…( negativo, crítico, pessimista, etc) em relação a mim?

Pare de pedir a opinião de pessoas negativas e excessivamente críticas e não conte mais seus planos para eles, mantenha segredo.

Lembre que sua mente absorve energia e manda comandos ao corpo para ter um determinado comportamento, seja de PERSEVERANÇA OU DE MEDO. É como um rádio que você busca sintonizar numa estação AM ou FM , sem ruídos e com boa qualidade de transmissão. Se você baixar sua energia com pensamentos ruins, infelicidade, medo , sintonizará nessa onda de frequência baixa e abrirá a mente para pessoas com a  mesma frequência baixa e que tenho certeza não lhe ajudarão em nada. A mente é como um WIFI (wireless) , sem senha, onde qualquer um acessa e tumultua sua mente com pensamentos tóxicos como se fossem um vírus que ataca computadores. Isso é explicado pela FÍSICA QUÂNTICA, portanto , ciência.

Não quero dizer que você deva viver falsamente feliz, se a sua realidade não permite, isso seria alienação. Quero que você aprenda a ressignificar a realidade, entendendo qual a sua responsabilidade sobre o destino e verificando quando esses “sugadores” de energia entram em ação e mudam para pior o rumo da sua vida. Se você os alertar poderá, inclusive os levar a perceber que não estão ajudando agindo assim e quem sabe eles , se o amarem de verdade, mudarão a forma de se comportar com você.

VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL PELA SAÚDE DA SUA MENTE E DO SEU DESTINO. BLINDE JÁ E SEJA BEM–SUCEDIDO.

 

Marynês Freixo Pereira

Master NeuroCoach

Liderança, Vendas,Carreira & Wellness

 

Como inibir as distrações do cérebro e evitar que ele lhe afaste de seus objetivos?

NÃO TEM MALABARISMO , NEM MILAGRE QUANDO SE TRATA DE TER FOCO.

distrac?oes do cerebro

Como inibir as distrações do cérebro e evitar que ele lhe afaste de seus objetivos?

O cérebro se distrai porque é cheio de descargas elétricas que formam imagens e pensamentos que duram , me média, 10 segundos e faz isso, em especial quando estamos cansados ou fazendo algo muito difícil, entediante e que não gostamos muito e por isso, buscamos alívio nos distraindo com outras coisas.

As novidades chamam a atenção do cérebro, por isso, paramos o que estamos fazendo a cada novo e-mail que entra na caixa postal, ou “toque” do celular para olhar o que está acontecendo.

Nos tempos primitivos essa característica era importante, pois,  ter um cérebro em alerta e que reagisse a cada novo ruído fazia com que o homem primitivo estivesse preparado para atacar ou fugir. Se estivesse distraído, poderia comprometer a sua própria sobrevivência.

As distrações, de acordo com pesquisas, consomem 2,1 h por dia. Ficamos apenas 11 minutos focados antes de nos distrairmos. Levamos 25 minutos para retornar ao foco do trabalho que estávamos fazendo antes de nos distrairmos e trocamos de atividade a cada 3 minutos, por isso, um local de trabalho privado e isolado é importante para aumentar a produtividade de atividades que demandam criatividade e planejamento. Neste quesito, as baias ou cubículos coletivos favorecem a distração e dispersão de energia diminuindo a produtividade.

Se quiser ganhar tempo, desligue celular, televisão, afaste revistas e qualquer coisa que possa atrair o seu cérebro e tirar o foco do que está fazendo, além disso, amplie a sua percepção para as interrupções rotineiras e que acontecem nos mesmos horários, como por exemplo, pessoas que entram em sua sala para oferecer um cafezinho, ou pedir coisas, ou bater papo. Notifique essas pessoas para não lhe interromper em determinado horário em que estará desenvolvendo um projeto, por exemplo.

Mas não é só se isolando que você pode aumentar o foco,  conversar com alguém aumentará a concentração na solução, porque quando você discute sua ideia ou problema, existe a chance da outra pessoa participar com sugestões, reflexões, perguntas, ampliando a sua visão sobre o assunto e oferecendo um insight durante a conversa.

Outra forma é escrever o que está pensando em vez de “segurar” a ideia no cérebro,  para não esquecer. Isso ocupa espaço do córtex pré-frontal que é muito pequeno (4% do total do cérebro humano)  e é a parte nova do cérebro humano, portanto, ainda em evolução.

Todas essas ações que mencionei,  “esvaziam o cache” , ou melhor, colocam para fora tudo o que está ocupando o espaço do cérebro que é responsável por tomar decisões, tornando-o mais assertivo para fazer as escolhas certas.

Recomendo fazer listas para não esquecer suas ideias; anotar as principais ações que precisa realizar;  escrever ou gravar as ideias principais durante uma conversa ou curso; assim ficará mais fácil priorizar as atividades, listar tarefas e ter uma metodologia para fazer as coisas.

Este treino mental do sistema de inibição de nosso cérebro, deve ser diário se você deseja entregar resultados e, assim,  evitar a falta de tempo e a procrastinação.

Dicas para o o dia a dia:

– se der vontade de levantar e parar o que está fazendo, interrompa essa vontade e continue, até terminar;

– quando chegar a hora de ir à academia e estiver atolado de trabalho na empresa,  feche o computador e vá para a academia e verá que na volta sua produtividade dobrará;

– de manhã, salte da cama sem negociar com a preguiça , tome banho para despertar e vá para o compromisso.

Lembre, você tem apenas alguns segundos antes da vontade de desistir, dominar você.

Pratique:

  • Inibir estímulos externos e internos que consomem energia do cérebro, o distraem e o tiram de seu objetivo.
  • Treinar a inibição para impedir a resposta automática
  • Prestar atenção às experiências mentais porque você tem fração de segundos para conseguir inibir a ação que iniciou no cérebro.

 

Bem vindo à nova era de GESTÃO DE TEMPO COMANDADA PELO CÉREBRO.

 

DEPOIMENTO JOSE MANUEL CRESPO

Agradeço sua gratidão Jose Manuel Crespo, por você ser uma grande profissional na Argentina e de muito sucesso e por ter acreditado que era possível, FOI LÁ E FEZ. FELIZ COM SEUS RESULTADOS QUE COMPROVAM QUE ESTAMOS NO CAMINHO CERTO

jose manuel

Despues de un dia como hoy quiero decirles a los Lideres Deportivos Saludables que para tener clases llenas debemos tener amor en nuestros corazones, amor al projimo y sentir que lo que estamos haciendo es ayudar a otro par a ser felíz , saludable , mejorando su autoestima , estamos aqui para servir a las personas , tratando a todos como tratamos a aquellos que consideramos importantes , hoy debemos saber que nuestro objetivo está en el sillón comiendo y viendo tv o en la compu o con su celular mas de 2 hs sin moverse , estamos preparados para hacer la diferencia en la vida de nuestros vecinos !! Esto lo aprendí de mi mentora Marynês Freixo Pereira abrazo enorme desde jujuy argentina !!

Por que ninguém me valoriza?

Apresento um case real, mas asseguro que não é único, existem muitas pessoas passando pelo mesmo problema de desvalorização no trabalho. Vale a reflexão.
valoriza instagram

Por que ninguém me valoriza? Por que na minha empresa, ninguém percebe que eu sou o melhor para esse cargo? Por que contratam profissionais de outros mercados sendo que tem muita gente competente na empresa? E assim, eu comecei , mais uma sessão  de Neurocoaching  com Felipe, nome fictício.

Felipe tem 35 anos, muito inteligente , faz cursos no Brasil e no exterior fala inglês, fluentemente, tem MBA , vive atualizado com o que há de mais inovador. Essas perguntas que ele me fez precisam de reflexões, abrindo duas hipóteses , como por exemplo:

  1. Análise real do cenário atual, que pode ser desfavorável.
  2. Felipe ser o problema e por isso, não consegue avançar na carreira

Para que você entenda o contexto em que vivemos, apresentarei o cenário atual.

Fazemos parte de um povo que foi colonizado pelos meus conterrâneos e que aqui vieram para explorar. Mandaram para cá a escória portuguesa formada por vigaristas e bandidos e que foram exilados numa prisão chamada Brasil, muito diferente da colonização americana, onde ingleses foram para morar e constituir uma nação.

Isso, explica, em parte, porque alguns países evoluem, crescem, tem orgulho da própria nação e outros vivem, ano após ano, se debatendo contra corrupção, a violência e a exploração.

Talvez, graças à nossos colonizadores extrativistas, o DNA da nossa população contenha o tal  “jeitinho brasileiro”, inclusive, recentemente estudado pelo filósofo e pesquisador Michael Sanders.

Entre outras características desse DNA, existe a mania de achar que tudo que vem de fora do país é melhor; aliás , a corte portuguesa já trazia tudo da Inglaterra para servir os portugueses que reinavam o nosso país. Faz parte do inconsciente coletivo que se perpetua, geração após geração.

E o que isso tem a ver com o momento atual? TUDO.

Analise a reclamação de Felipe. Assim como ele, existem vários outros e outras Marias, Joanas que estão inseridas no contexto de uma empresa que não as valoriza e que no exato momento de dar uma promoção, contrata profissionais de outro mercado ou traz consultores para resolver problemas que a própria equipe teria condições de fazê-lo, se o líder fosse preparado e tivesse as ferramentas para despertar em sua equipe, a vontade de participar e propor soluções.

O que ocorre, em algumas empresas, é que as  relações trabalhistas são de exploração, dado o DNA histórico e  apesar de todas as leis. Isso, não só da parte da empresa, mas, também , de muitos funcionários que se apropriam da posição de vítimas diante de um juiz que sempre acha que o vilão é o empresário.

Precisamos interromper, em nossa mente, esse comportamento nocivo a nosso desenvolvimento. Sei que é difícil limpar esse paradigma de nossas mentes e que faz com que cada brasileiro desvalorize o que é seu , o seu país, o seu mercado, reforçando, desta maneira, o velho ditado popular: “a grama do vizinho é mais verde”.

Mas não é impossível, desde que cada um de nós tenha consciência desses atos perniciosos. Darei alguns exemplos de onde e como isso ocorre com mais frequência:

– Palestras : contratam a “peso de ouro” profissionais provenientes de outros mercados ou países e remuneram mal ou não pagam nada quem está inserido no mercado há anos. Situação, extremamente, constrangedora para os colegas que estão trabalhando, sem nada receber e em troca , como no tempo dos escravos, de prato de comida, alegando que os 30 minutos de glamour no palco é mais do que suficiente para pagar pela atuação, como se visibilidade pagasse as contas.

– Consultorias: entram nas empresas com um time de estagiários que mal representa o capital intelectual que a própria empresa detém-  anos de experiência, equipes competentes- e que ficam  reféns de consultores novatos que chegam com status de rei, pensando em “colonizar” a empresa, porém, ao final de um ano, em muitos casos, destroem a empresa e o moral da equipe que se sente desvalorizada por conta dessa atitude de um líder que em vez de olhar seu capital intelectual, prefere trazer gente de fora que ele mal sabe quem são.

As pessoas tem dificuldade em assumir que tem ao seu lado, em sua casa, empresa, cidade, país, pessoas competentes.

Como reverter essa situação?

1.Tendo consciência desse fato.

2.Antes de contratar qualquer profissional ou empresa, verifique o currículo, certificados, como vem atuando, quais resultados, comprovadamente, entrega. Não é porque é brasileiro que é uma porcaria e o outro por ser americano, é uma sumidade. Não é porque vem de uma empresa “blaster” que é melhor do que o profissional que está na sua empresa.

Primeiro passo, portanto, analisar os fatos, as conquistas e realizações de cada profissional, isento de julgamento rançoso de um DNA nefasto, histórico de povo colonizado que alguns costumam chamar de “síndrome do vira-latas”.

A segunda hipótese é o Felipe não saber se valorizar, já que como disse acima, ele tem um currículo espetacular mas que pode estar adotando comportamentos que o prejudicam no dia a dia da empresa, como , por exemplo, ser pouco sociável.

Por outro lado, conheço profissionais que são, desculpe o termo,  verdadeiras “antas”, ignorantes do que fazem e sem competência alguma, mas, tem um marketing e carisma que acaba convencendo todo mundo, afinal de contas, em reinado de povo colonizado, quem grita mais e fala mais bonito e gesticula de forma pensada, acaba ganhando voto; em contrapartida, os ponderados e tímidos, acabam perdendo espaço e oportunidades. Isso os políticos sabem muito bem.

O que ocorre quando o profissional não se valoriza ou não divulga suas conquistas? E quando incompetentes, mas que são articulados , falam mais sobre “nada” mas numa embalagem enganosa e manipuladora convence os “colonizados”?

Um profissional competente e estudioso como o Felipe, precisa de uma estratégia, que é o que estamos desenvolvendo nas sessões de Neurocoaching, para melhorar o planejamento de carreira, gestão de tempo, etc., mas, muito mais profundo do que isso, é elevar a  autoestima que está destruída por episódios onde foi desvalorizado em detrimento de outros, menos competentes do que ele.

Esses sentimentos de desvalorização e inadequação são reforçados, se ocorrem, também, na família, nos relacionamentos, nas amizades.

Em uma sociedade em que ser mediano é mais valorizado do que ser competente , pode ser, também, que Felipe por ser um profissional acima da média sofra discriminação que denomino de invejosa, pois, ao se destacar positivamente do meio que o cerca, chamando a atenção pela inteligência, pela forma de pensar e refletir sobre diversos assuntos, provoca ciúmes nas  “ovelhas do rebanho” empresarial que preferem que todos façam o mínimo possível, assim ninguém é melhor do que ninguém.

Os “Felipes” que são fora do que o “rebanho” espera, podem ser colocados de lado, justamente por serem melhores . Isso ocorrerá se não tiverem consciência desse fato  e deixarem o “rebanho” agir na surdina, o que é muito comum, já que pessoas do bem se preocupam em trabalhar e entregar resultados e pessoas do mal, em como destruir quem é melhor do que elas.

Apenas 2% da população se destaca e , provavelmente, se você que é parecido com o “Felipe” não souber se defender, pagará o preço do isolamento. Não fique assustado achando que se você for bem-sucedido irá perder todos seus amigos; na realidade, amigos mesmo de verdade, você não perderá, nem oportunidades. Com o tempo quem ficará no isolamento é o profissional arrogante e que proclama uma expertise que não tem e será, facilmente, desmascarado, pelo menos pelas pessoas mais inteligentes e que percebem logo o golpe do vigarista.

O que tenho a dizer aos “Felipes”?

Continuem na estrada, façam o que vocês acreditam que é importante, corram atrás dos seus sonhos e não desistam.

Pelo menos o Felipe que venho atendendo, está praticando através as sessões de Neurocoaching:

  1. Ensaio mental
  2. Reprogramação do mindset
  3. Reconstrução da autoestima valorizando o trabalho e as conquistas
  4. Agradecimento às pessoas que o ajudaram
  5. Ampliando a consciência para os pontos a serem mudados

“Felipe” você já deu o primeiro passo. Parabéns.

Desejo a liberdade e o sucesso merecido a todos que passam pelo mesmo problema que o Felipe.

Sempre terá alguém mais barato do que você.

BOM BARATO RAPIDO

Algumas vezes, escuto reclamações de alguns profissionais e, também de  empresas que dizem que seus concorrentes são mais baratos e por isso, roubam os seus clientes.

Entenda uma coisa: as pessoas pagarão o preço que for, se você comprovar e entregar resultados. Se você for a solução para os problemas delas, caso contrário, optarão pelo menor risco, ou melhor, o que é mais barato.

Pense em quantas vezes você pagou mais caro porque sabia que teria seu problema sanado, confiava na empresa ou no profissional. E, quantas vezes fugiu de preço barato porque desconfiou da qualidade ou das promessas.

Instintivamente, temos um alerta em nossa mente que relaciona preço barato à problemas, ou baixa qualidade, atendimento ruim e , preços elevados, à atendimento personalizado, alta qualidade, resultados rápidos e definitivos.

Porém, nem sempre é assim que ocorre na realidade, ainda mais, num país onde nem tudo segue a trajetória normal que deveria seguir. Pode ocorrer, exatamente, o contrário e por isso, muitas pessoas ficam confusas, desconfiadas e apelam para a pechincha, sem perceber que ao baixar o preço irá perder algumas coisas que o preço alto garantia, como por exemplo: entrega rápida, que passará a ser mais demorada; não lhe dará a devida atenção e para piorar a situação, muitos concedem desconto, mas não lhe avisa que tirou algumas vantagens do serviço que você acabou de contratar e que constavam do preço mais elevado e quando você reclama do serviço, ainda escuta:

– Também, pelo preço que você pagou …só faltava querer atendimento VIP ( do inglês, Very Important Person, ou melhor, cliente preferencial ou exclusivo).

Quando apresentamos um preço aos nossos clientes, é de se supor que tenhamos efetuado cálculos relacionando nossos custos que devem incluir impostos ( embora muitos soneguem para oferecer preços baixos) , margem de investimentos ( embora muitos esqueçam que para a empresa crescer deve investir em inovação, cursos, novos equipamentos, trocar a frota,etc.), reservar uma verba para desgaste de equipamentos que ficam velhos com o tempo,e claro, incluir a  margem de lucro esperada para o setor. Esta forma é simplificada, mas a minha ideia não é dar um curso de custos x receitas, quero apenas salientar a importância de você conhecer esses itens de composição de seus preços para atingir a margem de lucro esperada, porque tem muita gente que faz preço baseado na concorrência e depois, não sabe por que quebra.

Preço barato, também, pode significar que você precisará de mais tempo para conseguir o resultado que espera, ficar em filas infindáveis e dificuldades para falar com atendimento ao cliente e como o preço é barato, 99% das pessoas desiste de fazer a reclamação, pois, perdem muito tempo para ser atendidos e não compensa.

Da mesma forma, preços altos, podem apenas ser uma estratégia de marketing para iludir a sua mente e aplicar o golpe e nada entregar.

Normalmente, serviços ou produtos com preço alto significa que o currículo do profissional que vai lhe atender é espetacular, que ele lê livros, tem condições de trabalhar menos porque pode atender menor volume de clientes, para ter tempo e  dar a devida atenção à sua carreira, poder fazer cursos de atualização e estar mais “antenado” com as tendências, cenários e inovações; significa , também, alta qualidade de produtos, maior garantia. Esse conhecimento de alto padrão tem um preço e, se você prefere contratar preço barato, provavelmente, contratará profissionais repetidores de conhecimento porque copiam de alguém sem apresentar nenhuma solução estratégica que seja viável. Não tem experiência, são novatos e muitos, aventureiros.

Portanto, na dúvida, busque informações da empresa ou do profissional em órgãos como SERASA, RECLAME AQUI, veja sites, artigos, consulte certificados que o profissional menciona ter, peça indicação e fale com clientes e ex-clientes.

Agora, se o profissional lhe falou o valor dele e você não tem condição de pagar, seja honesto e não fique pechinchando. Em países de primeiro mundo é considerado uma indelicadeza e falta de respeito pedir descontos e creio, que esse respeito deveria fazer parte, inclusive de países menos desenvolvidos, afinal, respeito nunca é demais.

Esse é o valor do investimento para você ter esse nível de profissional ou produto e você decidirá qual o investimento está disposto a fazer, quais riscos pretende correr e o nível do serviço que quer obter. Cada um escolhe nas mãos de quem colocará sua carreira, empresas ou negócios.

Em casos onde o preço é o justo e o cliente pode pagar , talvez, uma das  hipóteses para você, profissional ou empresa não conseguir fechar mais contratos ou clientes, pode ser  não ter estabelecido o real valor do seu produto ou serviço, ou melhor, o que agrega na vida de seu cliente, como contribui, que resultados se compromete a oferecer e em quanto tempo entregará.

O FOCO SEMPRE SERÁ A SOLUÇÃO QUE VOCÊ OFERECE AOS PROBLEMAS QUE ELE ENFRENTA. Ele pagará, se sua proposta estiver alinhada com as expectativas dele.

O cliente pode alegar que seus concorrentes são mais baratos, pois, não está clara essa relação custo-benefício.

O cliente pagará mais caro pela solução eficaz, pelo diferencial, pela exclusividade , por ter algum controle sobre o sistema que você oferece,  por atendimento rápido, por ter um canal de comunicação exclusivo ou serviços agregados, como por exemplo: parcerias com a sua empresa que facilitem a vida dele, soluções multidisciplinares que o atendam e claro, resultados garantidos ou pelo menos que você os consiga demonstrar.

Mas se ele continua achando caro, é porque ele o nivela e todos os seus serviços , com o nível mais baixo do mercado  e não percebeu o seu diferencial. Neste caso, ou você refaz a sua comunicação, o Marketing , a sua apresentação ou, é melhor dispensar esse cliente pode estar blefando para conseguir serviços de alta qualidade, por preço barato.

E cabe a você decidir, porque recuar no seu preço neste momento. Entenda que se você recar no preço , mandará  a mensagem que , de fato, estava caro e a o cliente entenderá que valeu a pena “apertar” em vez de pagar mais caro por um serviço que na opinião dele, não valia.

Sugiro, neste caso, que  você venha a colocar um preço inferior ao da proposta inicial , deixar claro que reduzirá a gama de serviços oferecidos na proposta inicial , como por exemplo , reduzir o tempo de dedicação ao cliente, não poderá atender tantas vezes por semana ,deixando claro para o cliente que ficou mais barato porque você retirou quantidades de serviços da proposta inicial, claro, se isso não prejudicar o resultado desse projeto, caso contrário, melhor não fazer negócio com esse cliente, pois, colocará em risco a sua reputação.  Avise que desta forma, levará mais tempo para entregar o resultado e mostre as consequências pela redução do valor.

Normalmente, quem vende barato e tem margem de lucro preservada é porque tem condições de ganhar atendendo a um grande  volume de clientes e com baixo custo, porque a operação requer um valor menor para ser exercida, ou melhor , sem nada de supérfluo  ou luxuoso, oferece o básico comparando com serviços mais caros do mesmo ramo.

Não existe milagre, a conta não fecha.  Conseguem gerar lucro através do volume de vendas, maior quantidade de clientes, mas, não espere atendimento VIP, já que você será mais um, na montanha de clientes que eles precisam atender para pagar as contas.

A pior ignorância que um consumidor pode exercer é pagar barato e querer tratamento de quem paga caro. Isso não existe, alguém paga a conta; ou será você, que será prejudicado nos prazos ou terá muitos aborrecimentos, ou será o fornecedor dessa empresa que não receberá os cheques pelos serviços prestados, ou os colaboradores trabalham com baixos salários, baixa produtividade e podem lhe atender com má vontade,  ou, pior, as populações pobres de outros países são exploradas para conseguir reduzir os custos da operação da empresa dele e neste caso, o caminho para esta empresa é falir por falta de planejamento, para conseguir preços baixos em fazer nenhum cálculo só para atender o cliente arrogante e irresponsável.

Portanto, antes de “apertar” os preços de alguma profissional ou empresa, ou reduzir os seus na prestação e serviços a seus cliente, pense que resultados você quer receber ou que resultados quer entregar e use a negociação que ambos os lados ganham ou melhor, “ganha-ganha”, pois,  todos saem felizes e ninguém “quebra” a empresa de ninguém.

VAMOS PRATICAR A JUSTIÇA?  Não faça para os outros o que não quer que façam com você.

 

 

Fique blindado para os desajustes emocionais de seu chefe

desajustes do chefe

 

Nos dias atuais, apesar de todo o desenvolvimento nas áreas jurídicas, humanas e de relacionamentos nas empresas , o assédio moral de chefes é mais comum do que imaginamos, especialmente, em países de terceiro mundo, cuja impunidade para crimes muito maiores, ainda existe, o que dirá para punir rompantes neuróticos de um chefe desequilibrado que atua na política da PANCADA E GRITO.

Nas sessões de Coaching o que mais escuto de meus clientes são os desafios que enfrentam para lidar com CHEFES DESEQUILIBRADOS.

Tive a oportunidade de conversar com James Hunter, autor do livro famoso “ O Monge e o Executivo” que trata, exatamente ,do assunto Liderança e perguntei a ele se esse descompasso entre Líder e Liderado era maior no terceiro mundo? E ele respondeu que o tema Liderança é preocupante em todo o mundo e que temos mais maus exemplos do que é SER LÍDER do que bons e que ainda teremos muito trabalho pela frente antes que a crença na  PANCADA E GRITO ( expressão usada por mim) seja extirpada do “modus operandi” da maioria das pessoas em cargo de Liderança.

Cabe aqui ressaltar que alguns autores distinguem Líder, de Chefe.

Chefe: com sistema de gestão da era industrial, ultrapassado, cujos indicadores de resultados são apenas os numérico-financeiros e pouco se importam com as pessoas. Busca poder, status e prestigio, a qualquer preço.

Líder – sistema de gestão participativo e progressista, acredita estar na  posição para servir e fazer seu time evoluir e conquistar resultados e crescimento profissional.Seus indicadores contemplam todos os numérico-financeiros e também, o IFB ( índice de felicidade bruto) além dos indicadores de EQUIPE, CLIENTES E PARCEIROS/FORNECEDORES. Sua visão é bem mais ampla do que a do CHEFE. Acredita em PROGRESSO COM AS PESSOAS.

O CHEFE rude, grosseiro, centralizador, que pune, que não elogia,que grita, enfim, todos os componentes para um bom processo por assédio moral, OBTEM OS PIORES RESULTADOS quando comparados a estilos de liderança mais progressistas. Mas cuidado esse tipo de CHEFE é campeão em MANIPULAR RESULTADOS, e acaba dando a falsa impressão de que seu estilo DURÃO é mais eficaz do que os dos demais.

Apesar de toda a luta inicial de Peter Drucker  por uma gestão mais humana e seus seguidores como  o próprio James Hunter,Stephen Covey, Bill George, Jim Collins, enfim todos estudiosos que através de pesquisas analisaram durante anos  o comportamento dos Líderes  e os resultados das empresas, ainda temos que conviver com esse tipo de GESTOR.

AINDA, EM PLENO SEC XX,observamos , especialmente no terceiro mundo,existirem mais CHEFES  do que LÍDERES e que pensam :”que se  danem os outros que são meras engrenagens para conseguir o que quero”.

Possivelmente, muitos de vocês devem trabalhar para um CHEFE que se comporte de maneira inadequada , pois, é portador de crenças como as acima mencionadas e que alguns de vocês deve denominar de chefe IDIOTA, BABACA , DITADOR , DESEQUILIBRADO.

 

Se este for o seu caso ou de algum amigo e parente, seguem algumas dicas para você que AINDA NÃO TEM COMO SE LIVRAR DESSE TIPO DE CHEFE, mas que não quer acabar com seus dias, nem seu estomago, nem sua alegria e felicidade e EU ASSEGURO QUE FUNCIONAM ,  basta você seguir alguns passos :

 

  1. ELE(a) É DOIDO(a) ISSO É FATO. Nenhuma pessoa normal, dotada de faculdades mentais equilibradas sai por ai gritando, xingando, mesmo que em situações de alta pressão e estresse. Quem age assim é desequilibrado emocionalmente, tem problemas de autoestima e autoconfiança. Age assim, da mesma maneira que um animal que demarca território com sua urina.

O que fazer quando ele (a) está nesse estágio? Pense que não é com você, ele deve ter algum problema, espere o “ acesso” passar. Não absorva todas as atitudes insanas de seu chefe como um ataque pessoal, afinal, ele não lhe conhece direito e não tem motivos para agir assim, certo? Não fale nada e mantenha a sua estabilidade emocional. NÃO ENTRE NA ENERGIA DELE. O que ele quer, de fato, é lhe VAMPIRIZAR removendo todas as suas energias e se ele perceber que você ficou deprimido, ai sim, ele vai tripudiar sobre a  sua cabeça. Deixe-o falar ( descarregar a raiva) , anote e depois quando ele(a) estiver mais calmo, volte com a solução proposta.

2. SERÁ QUE É UM BOM MOMENTO? Muitas das discussões ocorrem e são desnecessárias, por falta de sensibilidade do outro para perceber se aquele é um bom momento para iniciar uma conversa com o CHEFE.

Como saber? Bem, infelizmente o seu CHEFE não vem dotado daqueles dispositivos de churrascaria que você aciona sobre a mesa : VERDE = QUERO, POSSO e VERMELHO= NÃO QUERO E NÃO POSSO. Muitas vezes ele fecha a porta da sala ( se é que em algum momento ele deixa a porta aberta) e isso pode significar NÃO POSSO, NÃO QUERO. Definitivamente, não é hora de falar depois de uma reunião onde discutiram números e resultados baixos, ou após uma notícia terrível, demissões em massa, etc. Espere os ânimos acalmarem. Também, não é a hora para propor soluções mirabolantes tentando parecer solicito ao problema da empresa, mas que na realidade irão aumentar mais ainda os gastos com resultados poucos comprováveis e  alto risco. Anote tudo e espere o momento mais calmo.Controle a sua ansiedade de querer apresentar a solução no momento errado.

3. ELE (A) NÃO É UM DOS NOSSOS. Essa frase é comumente usada quando o CHEFE é contratado no mercado, isto é, não fez carreira na própria empresa. Isso não deveria ser um problema, mas se o tal CHEFE CONTRATADO  chega na empresa querendo provar seu poder, se ele manda embora todos os cargos de confiança e coloca a sua TURMINHA, procura ressaltar como ele e só ele tem “ MORAL” com o dono da empresa e para piorar   , ainda maltrata as pessoas, desconsidera os mais velhos, os mais antigos colaboradores e faz questão de tomar todas as decisões sozinho, ai sim temos o MAPA DO INFERNO. Tem gente que ainda acredita que SÓ FAZENDO CARA DE MAU dará resultado, mas na realidade sabemos que esse comportamento exacerbado visa esconder uma grande insegurança e baixa autoestima.

Como agir? Bem, sei que é difícil manter a calma  vivendo uma situação dessas, eu mesma passei por isso e vivi todas as armadilhas que uma pessoa assim pode armar , pois, pessoas assim que são do  mal  JOGAM UM JOGO SUJO  e que você nem sempre está atento, e muitas vezes não é a sua linguagem.

OBS.: NEM TODAS AS PESSOAS QUE VEM DE OUTROS MERCADOS SÃO DO MAL.

Mas, ALERTA TOTAL se ele(a) tentar ser seu amiguinho(a), lhe convidar toda hora para um café e ficar lhe confidenciando coisas. Ele(a), na realidade ,está tentando saber mais sobre a empresa e sobre você, especialmente, seus pontos fracos para usar na hora certa e lhe dar um “chequemate”, ainda mais se você tem boas relações com o dono da empresa e com a equipe.Mantenha a distância e sempre tenha outras pessoas nas conversas , como testemunhas, evite falar com ele(a) à sós, pois, nesses momentos ele (a) aproveita para descarregar toda a raiva e insegurança , fazendo ameaças que você não tem como comprovar. O jogo dele(a) é psicológico.E ele(a) tem a maior paciência e “cara de pau” do mundo para esperar o momento certo para “dar o bote”, pois, sabe que pessoas do BEM estão sempre DISTRAÍDAS.

4. ELE(A) ESTÁ NO MEU PÉ! Todos os comportamentos acima representam assédio moral. Parece que tem gente tão covarde que prefere agir assim , estraçalhando moralmente o outro; usa e abusa ao propor metas impossíveis;recursos escorregadios e incoerentes, mas cujo objetivo é fazer com que a sua “vítima” se sinta tão mal que queira sair desse ambiente o mais rápido possível.E assim o algoz pode ganhar alguns pontinhos com a empresa, pois, economizou alguns trocados na rescisão do contrato da vítima, afinal “foi ela quem pediu demissão”. Usa doses homeopáticas e sutis de um remédio amargo que vai deixando suas marcas COMO UM TORTURADOR  , pois, o seu comportamento  é velado já que o protagonista do assédio moral  não enfrenta o problema de frente , não fala “olho no olho”, ele usa de MANHAS E ARTIMANHAS, minando o emocional de sua vítima.Fica em marcação cerrada criticando o trabalho, conferindo horário de entrada e saída e fazendo um controle usado por pais de  adolescentes que querem saber onde seus filhos estão e o que estão fazendo.

Como agir? Nada de chorar pelos cantos, afinal ficar acuado pensando em garantir seu emprego é a pior coisa a fazer, pois, a sua situação só vai piorar nesse ambiente e o máximo que você vai conseguir com seu silêncio é acrescentar alguns meses à sua permanência na empresa , antes de ser demitido ou pedir demissão. E como você estará emocionalmente abalado, poderá começar a cair seu desempenho e ai sim estará dando motivos para que todos acreditem que a sua saída será a melhor solução, afinal ,você anda desanimado e sem dar resultados. Não avise, não programe, apenas encare seu algoz no momento em que ele lhe aplica seus golpes baixos e o faça na frente de quem estiver por perto  e com toda a segurança, fale: POR QUE VOCÊ ESTÁ ME TRATANDO DESSA MANEIRA TÃO RUDE? PODERIA ESCLARECER O QUE EU FIZ PARA MERECER ESSE TRATAMENTO? Podemos conversar abertamente? NÃO ESTOU ENTENDENDO O SEU COMPORTAMENTO.

Desta maneira você demonstra confiança e segurança e põe fim à “guerrinha de nervos” ou seu algoz pode partir para uma atitude mais profissional e explicar o que espera de você ( isso é o que uma pessoa normal faria ao ser desmascarada) .Além é claro, de passar a respeitá-lo(a) como pessoa e profissional.

Bem, acredito que enquanto você não pode TROCAR DE CHEFE ou abrir seu próprio negócio, essas 4 atitudes devem melhorar e muito o AMBIENTE DE TRABALHO e a sua SAÚDE MENTAL E EMOCIONAL porque tentar mudar seu chefe, não depende de você e sim dele mesmo querer.

Vale lembrar que pode ser que seu CHEFE nem tenha consciência de que está agindo assim e se ele for do BEM, vai mudar , com certeza.

Sucesso na sua empreitada.Conte comigo.

Mande seu depoimento, ficarei feliz em saber que conseguiu superar esse problema.